Quais sao as palavras que mudaram ao longo do tempo?

Quais são as palavras que mudaram ao longo do tempo?

Não são raros os vocábulos que com o tempo sofreram alteração de significado.

  • Almofadinha. Além do diminutivo de almofada, a palavra passou a designar pejorativamente o homem que se veste com muito requinte.
  • Aquário e piscina.
  • Armário.
  • Autópsia.
  • Barbeiro.
  • Brigadeiro.
  • Emboscada.

Porque as palavras mudam de significado?

No seu percurso histórico, as palavras adquirem novos sentidos e estabelecem novas relações semânticas umas com as outras.

Quais as alterações podem ser provocadas no plano do significado semântico?

Existem três grandes espécies de alterações semânticas que serão abordados neste texto: extensão, enobrecimento e enfraquecimento do significado.

Quais palavras mudaram de significado com o tempo?

9 palavras que mudaram de significado com o tempo. A metonímia é um processo através do qual a palavra muda de sentido em função de um conceito que lhe é “adjacente”. Por exemplo, a palavra “fonte” significa a nascente da água ou a bica por onde a água corre numa fonte pública.

LER:   Como fazer upload de videos?

Como ocorrem as mudanças de significado?

As mudanças de significado podem ocorrer através de diferentes mecanismos “importantes”, que nem sempre são claros para a maioria dos falantes. Isto porque, raramente “se apercebem da mudança de significado, porque esta não acontece de uma forma rápida. Ocorre lentamente, por vezes no período temporal de várias gerações”.

Qual a mudança que ocorreu com a palavra “comandar”?

Outro exemplo deste processo é a mudança que ocorreu com a palavra “comandar”. Antigamente, “comandar” era coisa de comandantes (ou de outros altos cargos do exército). Por extensão de sentido, “comandar”, uma palavra que era apenas usada em contexto militar, passou também a ser utilizada para expressar a acção de dirigir ou de dar ordens.

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo